sábado, 13 de junho de 2009

Esfihas

E o bicho curioso ataca outra vez, alterando as receitas de família. Essa receita também eu levava de merenda no colégio quando criança e às vezes minha mãe me leva quando me visita. A receita original era feita com recheio de guisado bem frito e sequinho com passas de uva. Eu resolvi testar só temperando o guisado cru mesmo e recheando com essa mistura. Minha mãe me ajudou na cozinha hoje de tarde, depois ela comenta aqui o que achou da mudança que fiz na receita original.
Fizemos com a mesma massa esfihas abertas, que ficaram muito feinhas, se alguém tiver uma boa receita, por favor me ajude!!!


Esfihas


1/2 Kg de farinha de trigo
1 envelope de fermento biológico seco
2 colheres de sopa de açúcar
1 colher de chá de sal
2 ovos
1/2 copo de leite morno
2 colheres de margarina - usei light dessa vez pq era a que tinha na geladeira
gema para pincelar


Recheio:
- uma cebola picadinha
- 1 tomate picadinho
- 300g de guisado de primeira
- temperinho verde
- zahtar (hj não tinha, mas acho que uma colher de sopa cairia super bem)
- sal e pimenta do reino (moída na hora de preferência) a gosto


Como fazer a massa:

Misturar o açúcar, o fermento e o leite morno (morno, não pode ser quente para não matar a levedura). Deixar descansar uns 10 minutos. Misturar então uma xícara de farinha, os ovos, a margarina e o sal e bater bem (pode ser na batedeira mesmo, eu usei o mixer que tenho com as pás que batem clara), acho que uns 10 minutos. Vai ficar bem aerado. Misturar aos poucos a farinha até soltar das mãos. Abrir em uma superfície enfarinhada, o mais fino possível. Confesso que achei que a massa era melhor de trabalhar, ela não é muito elástica, tem de fazer um esforcinho para abrir - tarefa que hoje deixei com a minha mãe hehehe...Bom, ela tinha esses cortadores de esfiha, qua facilitaram bastante o trabalho e deixaram as esfihas (as fechadas) bem bonitinhas e uniformes.
Para quem não tiver esse cortador nem nenhum outro molde triangular, pode cortar os triângulos com a faca mesmo, só não vai ficar tão uniforme. Aí é colocar o recheio no centro e juntar as 3 pontas. Antes de assar pincelar com uma gema.








Na foto aqui também estão as esfihas abertas, é a mesma massa com o recheio de guisado cru. abri redondinhas e apertei o guisado no centro, deixando as bordas mais
grossinhas.
















Aqui o resultado depois de assadas - 35 minutos, os primeiros quinze em forno alto e o restante em forno médio. Essa receita rendeu bastante, especialmente porque as fizemos pequeninhas.


Sobre o recheio:

Como eu disse, eu resolvi mudar um pouco a receita. Originalmente o recheio é só fritar a cebola, colocar o guisado e os tomates, refogar bem, acertar o sal e os temperinhos até ficar sequinho. Na montagem da esfiha vai esse guisado e uma passa de uva dentro de cada uma.
Eu resolvi misturar tudo cru - a mãe se deu conta de processar tudo depois de misturado, o que foi uma ótima idéia. Aí foi o mesmo processo, abrimos a massa e colocamos o guisado e fechamos as pontas ,no caso das esfihas abertas. Com o guisado cru fizemos esfihas abertas e fechadas (são as que tem a passa de uva em cima). O guisado cozinha direitinho enquanto a massa vai assando. Particularmente achei que o sabor dos temperos fica melhor assim, tanto aberta como fechada. A aberta, apesar de feia ficou ainda mais saborosa. Na votação as versões com guisado cru levaram a melhor, ainda que a outra também seja muito boa.
Bom, bom apetite a quem quiser fazer.
E quem tiver uma receita melhor de esfiha aberta, por favor inclua aí nos comentários!!!

5 comentários:

Lu disse...

hummm - queria um bis desse teste num dos nossos próximos findis em SM. Se bem que, tenho que me cuidar - esse tempo em casa já me fez recuperar alguns dos quilinhos, perdidos em árduas caminhadas na nossa viagem da semana retrasada (nossa, parece que foi há um ano, já!)

Myrna disse...

Oi Giana,
Eu já fiz a massa com esta receita aqui: http://marisaono.com/delicia/?p=703
Só poderei saber se é melhor ou pior depois de experimentar a sua :-)
O melhorador deixa a massa com jeitão de pizza, requer um pouco de prática para abrir. Mas a própria Marisa deu uma dica de como fazer a massa ficar mais fácil de trabalhar. Ah, sim, a massa ficou deliciosa, meu filho devorou.
Não tentei o recheio dela, mas achei interessante o recurso de drenar a carne antes de usar, para não molhar muito a massa.

Giana disse...

Lú, podemos faze rum bis, desde que tu espiche a massa. A considerar o suador que a mãe levou, deve gastar parte das calorias a serem ingeridas depois de assadas hehehe...

Myrna, valeu a dica, vou testar.

Sonia disse...

Querida Gi!
Que exagero dizer que tomei um suador para espichar a massa. Nem foi tanto assim! Adorei a dica de colocar um melhorador na próxima vez.
Sobre o recheio este ficou melhor quando o mesmo foi colocado temperado e crú sobre a massa a ser assada. O sabor ficou ressaltado. Ficaram muito bonitinhas as que fizemos fechadas...

Giana disse...

Valeu pela colaboração mamis!!!